Yoga Pós Carnaval

 

 

O que o torna feliz de verdade?

Carnaval é a festa brasileira onde a alegria é mais exaltada. Muitos buscam a felicidade externamente, mas a felicidade última está dentro de nós. Nosso potencial de alegria é muito mais do que se imagina, o conhecimento de si mesmo é a base disso e as práticas de yoga e meditação são um belo caminho!

Assim esta pratica será em prol de Santosha – “Contentamento Genuíno” e do nosso restabelecimento nesta época de tanta folia, em que tanto se desgasta o corpo e a mente.

 

Data: Sáb – 24/02

Horário: 16h

Local: Acadêmicos da Asa Norte – Setor de Clubes Norte

SCEN – Trecho 03 Lote 09 Asa Norte, entre o Minas e o Cresspom.

Levar: tapetinho de yoga ou toalha.

Público Alvo: todos independente do nível (iniciantes também) ou faixa etária.

Valor: mínimo de 25,00 por pessoa + 1 kit material escolar (caderno, lápis de cor e borracha) para a Rede Solidária Anjos do Amanhã.

 

O que seria capaz de manter você um estado mais duradouro de felicidade? É você ter a felicidade como princípio e não como um fim a alcançar. Isso é o contentamento genuíno, denominado SantoshaSantosha foi o conceito ético desenvolvido por Patanjali nos Yoga Sutras (que foi o primeiro texto sistematizado sobre o Yoga). Santosha é o segundo conceito ético dos Nyamas – ou observâncias para consigo mesmo. É a capacidade que o yogue deve desenvolver para estar feliz com tudo que se apresenta no momento presente. Temos a tendência de projetar a felicidade para um momento que ainda nem existe, para um futuro que não se realizou.  Costumamos dizer: “Vou ser feliz quando eu tiver a casa dos sonhos.” “Quando conseguir o emprego ideal”. “Quando encontrar a companheira (o) perfeita (o).”

Sempre delegando pra algo que não existe no momento. Condicionando no externo a nossa possibilidade de ser feliz. Na realidade, cultivar o contentamento é observar aquilo que temos, aquilo que somos, aquilo que está ao nosso redor e estarmos gratos. Sempre na entrega, confiança, aceitando e agradecendo.

Nós do mundo ocidental incorporamos da tradição da cultura grega de que só é digno de desejo aquilo que eu não tenho. Então, o “ter” torna-se mais importante do que o “ser”. E aquilo que não tenho é digno de desejar. Mas no momento em que eu alcanço, eu passei a ter. Então, já não é mais digno do meu desejo, por isso vou desejar outra coisa que eu não tenho. É evidente que isso gera um eterno ciclo de insatisfação. Vamos sempre estar insatisfeitos buscando aquilo que não temos. Santosha abre a mente para estarmos vendo a beleza e alegria que existe ao nosso redor, e em tudo que existe. O que quer que seja o que estivermos experienciando no agora. Nos observando e vivendo contente. Mesmo que nada esteja do jeito que queríamos, pois sabemos que o Universo sabe o que é melhor pra nós. Sabe o que é melhor para nossa evolução como Ser. Começamos a agradecer a nossa existência. Valorizar a vida. Que a vida é uma dádiva, que ter nascido é um milagre. Começamos a reconhecer o ser divino que somos, que somos seres de luz mesmo com as nossas imperfeições.  Aceitamos nosso corpo pois é uma maravilhosa máquina que nos foi presenteada nesta existência. Apreciamos o ar entrando e saindo pelo nariz, o coração batendo, sangue fluindo no corpo. Agradecemos a família, amigos, vizinhos, colaboradores. Valorizamos os elementos da natureza. Como o céu é lindo e maravilhoso, que o sol nasce todo dia, que o nascer do sol é espetacular, a flor é linda! Então, é como se colocassemos uma lente nos olhos. E começassemos a ver a vida de forma diferente. Começamos a viver a vida com mais alegria e gratidão, amor, compaixão.

Nesta aula vamos procurar trabalhar e trazer a consciência ao estado de contentamento que deve permear uma vida de yoga. Assim, santosha é sobre dominar a arte de se sentir à vontade e em paz consigo mesmo, desenvolvendo a capacidade de estar feliz diante de todas as circunstâncias da vida diária. Ter satisfação em cumprir com seus deveres sem se preocupar com recompensas mantendo a equanimidade – espírito sereno, equilibrado.

Então, como manter este estado no mat? No nosso tapetinho de yoga? Estando contente no presente, com o que você está fazendo agora, dando o seu melhor onde você está. Sem se preocupar se você está fazendo o asana (postura psicofísica) na sua plenitude, na sua perfeição. Isso será adquirido pouco a pouco, se auto-superando a cada pratica, mas sem se violentar. Por exemplo: se está em Pachimontasana (postura da pinça) e a mão não chega até o pé, vai somente até o joelho, não tem problema. Tem o mesmo efeito se você percebe que está dando o seu máximo, o seu melhor hoje, e é isso, respira e permanece na postura com serenidade. Em estado de contentamento com seu estágio atual! Assim faz-se necessário nesta pratica promover a gratidão e aceitação para que possamos ter uma disposição positiva frente aos obstáculos e adversidades que se apresentam em nossa jornada. Para incorporá-lo em sua própria vida. Para isso vamos trabalhar asanas de abertura peitoral, trabalhando o Anahata Chakra, centro energético responsável pela abertura e disposição de estar grato e aceitando tudo que existe na nossa vida. E trabalharemos também os dois primeiros chakras Manipura e Swadhistana Chakras que estão correlacionados com a alegria e desfrute.

 

A prática proposta:

1ª) Momento de acolhimento

2ª) Interiorização – para se conscientizar da verdadeira contentamento interior;

3ª) Pujá – Bhavana puja saudação e reverência ao local da pratica.

4ª) Mudrá – para o Contentamento;

5ª) Mantra – para despertar todo o seu potencial infinito de contentamento.

6ª) Kryia – Trátaka – técnica purificatória da região dos olhos para enxergar a alegria em tudo em sua vida. 

Kapalabhati (crânio brilhante) Este exercício proporciona uma limpeza total das vias respiratórias, excelente oxigenação cerebral para produzir um certo estado de euforia.

7ª) Pranayama – Respiração Alternada – exercício respiratório para limpar organismo, uma ótima solução para o atordoamento devido ao cansaço advindo do carnaval;

8ª) Somáticos – exercícios de aquecimentos de articulações lenta e conscientemente preparatórios para os asanas para evitar lesões;

9ª) Asanas – posturas psicofísicas que acomodam as limitações físicas, dirigindo o prana (energia vital) para todas as células do corpo;

10ª) Yoganidra – relaxamento consciente;

11ª) Samyama – Dharana (exercícios de concentração preparatórios para meditação e Dhyama – Meditação pra gratidão e alegria.

 

Benefícios:

  • Abre o coração para abertura e disposição de estar grato e aceitando tudo que existe na nossa vida com contentamento;
  • Diminui a ansiedade e consequentemente traz a confiança de que tudo está perfeitamente bem;
  • Ajuda a eliminar toxinas do corpo e mente que trazem as energias e pensamentos negativos;
  • Trabalha a paz interior para que se consiga sentir o contentamento genuíno;
  • Melhoria no foco e na concentração.
  • Fortalece e alonga os músculos e mobiliza as articulações;
  • Firma a energia da alegria e desfrute.

 

 

Objetivos:

Todo mês realizo uma aula/projetos aberto. São projetos que trazem temas que estão em voga na sociedade todos os meses. Meu objetivo é mostrar que realmente yoga é para todos levando a pratica ao cotidiano das pessoas. O que elas estão vivenciando no dia a dia. Às vezes as pessoas acham que yoga é algo muito distante da sua realidade, e que para se praticar yoga preciso ser de determinada maneira, ou que é necessário abdicar de algumas coisas, ter um estado de saúde ideal, um corpo x ou y, etc. E acabam se privando de inúmeros benefícios que ele proporciona.

Cada aula é minuciosamente elaborada com a temática. Já tivemos o yoga do dia dos namorados, dia das crianças, de primavera, da lua cheia, nascer e pôr do sol, outubro rosa, novembro azul, natal, ano novo.

Além disso todo projeto tem um fim social ajudando instituições que cuidam de enfermidades, idosos, crianças, etc. Então, já arrecadamos doações para prevenção do câncer de mama, de próstata, brinquedos no natal, alimentos no ano novo, material escolar.

 

Sobre a Instrutora:

Soraya Farah é Cientista Política e Terapeuta Ayurvédica, se dedicou desde de jovem ao Yoga e Meditação. Uma eterna “buscadora“, amante das Terapias Holísticas fez vários cursos. É praticante de yoga desde 2000, onde participou de Cursos, Workshops, Vivências em Buenos Aires, Barcelona, Copenhagen, Boston. Instrutora de Hatha Yoga Integrativo desde 2012. Formada pelo curso da Prof. Ceres Moura, com abordagem Integrativa, tântrica e terapêutica, reconhecido pela Aliança do Yoga. Pioneira no projeto de Yoga na Sociedade Vipassana de Meditação – SVM, desde de 2012. Foi instrutora no Shambala Yoga Suddha Dharma Mandalam e ministrou também na Confederação Nacional da Indústria – CNI. Atuou como voluntária na Sociedade Eunice Weaver de apoio aos Hanseníanos. Coordenou a implementação do Yoga no Dhanvantari Ayurveda e Yoga. Atualmente além dos serviços prestados pela Zen Mind Yoga, Meditation & Therapies, na qual oferece serviços relacionados aos temas e atendimentos de reiki, faz a divulgação e produção de Eventos Holísticos por meio da Eco Mind Events. Eventos estes que trabalham a Ecologia interna e externa como Consumo e Entretenimento consciente, Sustentabilidade, Ecoturismo, Alimentação natural, Yoga, Meditação, Auto-cura e Auto-conhecimento e Ação Social. Sua missão é abrir a consciência das pessoas para um forma de viver mais consciente e saudável.

 

Inscrições:

Envie um WhatsApp – (61) 995174821 c/ nome completo e email. E o pagamento pode ser via depósito bancário ou cartão, clique AQUI.

 

 

Compartilhar é um gesto de doação e amor! Se achou interessante, compartilhe. Isso pode beneficiar alguém!

 

Soraya Farah
Zen Mind Yoga Meditation & Therapies

WhatsApp: (61) 99517-4821
Instagram: zenmind_ecomind
Facebook: Eco Mind Events
Blog: www.ecomind.center

Soraya Diniz Farah

http://ecomind.center

View more posts from this author

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *