Categoria: Vitalidade

Aula de Yoga DETOX na Primavera

 

Venha desintoxicar para florecer!

Primavera estação de nascimentos e renascimentos: pássaros cantando e construindo ninhos, flores se abrindo… Época de renovação, é hora de sacudir a poeira e despertar o corpo e mente que tendem a hibernar durante o friozinho do inverno. Inspirada na Ayurveda iremos propiciar uma pratica DETOX com Asanas, Pranayamas, Kriyas e Meditação nesta época tão florida! E depois poderemos tomar um café da manhã (Brunch) juntos no Café Bom Demais.

 

Data: Dom. 30/09

Horário: 10h

Local: No Jardim Japonês no Jardim Botânico – SMDB (Setor de Mansões Dom Bosco) Conj. 12 – Lago Sul, Brasília – DF, 71680-001.

Valor: a partir de R$ 25,00 por participante + 1 kit de higiene pessoal para o Ônibus Banho do Bem p/ moradores de rua.

Levar: tapetinho de yoga ou toalha

Público Alvo: todos independente do nível (iniciantes também) ou faixa etária.

 

Muitas vezes sem consciência nos intoxicamos no nosso dia-a-dia: poluição no ar, alimentos que deixam toxinas no corpo, imagens e sons que ficam gravados na mente. Práticas de purificação do yoga nos ajudam a limpar nossa casa – corpo e mente – para abrir espaço interno para o novo ciclo que se inicia com a primavera.

As posturas de yoga contribuem para o bom funcionamento dos órgãos que participam do processo de limpeza do corpo como intestinos, rins, bexiga. Os exercícios respiratórios limpam nossos canais de energia. E a meditação clareia a mente. Além disso muitas posturas do Yoga têm nomes de elementos da natureza como animais, plantas e montanhas. Ao praticá-las é como se nos reintegrassem a natureza. As práticas ao ar livre favorecem essa conexão e são sempre mais prazerosas por nos conectar a esses elementos. Nos sentindo uno com o todo!

 

A Ayurveda e as estações do ano

A Ayurveda é a ciência mais antiga de cura e é irmã do Yoga. Ela nos ensina que a chave para as transições das estações do ano é a harmonização com a natureza. Pois a vida é um eterno movimento e nós fazemos parte integrante deste movimento e nós fazemos parte integrante deste movimento como uma onda no mar. Nós somos como o mar, parte do mar, mas somos uma onda individual e única, com características pessoais. Essas características são chamadas no Ayurveda de dosha. As estações do ano, trazem a mudança climática e muitas vezes abalam o nosso equilíbrio alterando os doshas.

Assim seguindo princípios simples Ayurveda em sua vida, você pode resistir às transições sazonais sem problemas. Pra isso você precisa entender o dosha kapha mantê-lo em equilíbrio.  Dos três doshas vata, pitta e kapha, kapha é que dota o seu corpo com suas qualidades de terra-aquoso.  Ele fornece a lubrificação das articulações, bem como muco para proteger os tecidos sensíveis dos seios, pulmões e estômago, mas também determina o tamanho, força e flexibilidade de seus músculos.

Quando kapha está em equilíbrio, você se sente forte, composto e estável.  Quando está fora de equilíbrio, você pode se sentir sonolento, mentalmente maçante, ou deprimido.  Você também pode ter excesso de catarro nos pulmões ou os seios, náuseas, ganho de peso, retenção de água, ou peso nos membros.

É especialmente importante equilibrar kapha na primavera, porque ele acumula durante o inverno e podem criar doenças. Quanto o ambiente se torna mais frio e úmido no inverno, você também tende a refletir estas características. Você tende a comer, dormir e ficar mais dentro de casa durante o inverno. E quando chega a primavera você precisa eliminar os excessos de kapha se movimentando para evitar as alergias, resfriados, eliminar o excesso de peso, a letargia e o embotamento emocional.

Assim a receita da Ayurveda para a primavera está em desenvolver um ritmo gradualmente e uma rotina que o ajudará fisicamente, mentalmente, emocionalmente e sem perturbar as virtudes estáveis de kapha.

 

Algumas sugestões da prática de Yoga na Primavera

Para aumentar espaço e energia vital em sua prática de yoga, adicione:

  1. Kriyas – técnicas específicas para purificação

Kapalabhati (crânio brilhante) este exercício proporciona uma limpeza total das vias respiratórias. Proporciona excelente oxigenação cerebral, limpando e purificando os pulmões e revigorando os órgãos internos e a musculatura abdominal. Produz um certo estado de euforia, aumenta a confiança em si próprio e a capacidade de controlar a mente. Desperta as faculdades sutis da percepção.

Trátaka – Fixação do olhar para limpar e tonifica os músculos e nervos ópticos. Desenvolve força de vontade e intuição e favorece a meditação. Os trátakas são asanas feitos com os olhos.

  1. Pranayama – exercícios de reeducação respiratória

Manter o Ujjayi pranayama (respiração susurrante) presente durante a sua prática é uma ótima forma de manter a concentração, acalmar a mente e prolongar suas inspirações e exalações, o que ajudará tanto a permanecer nos asanas mais tranquilamente, quanto manter o ritmo em uma aula com muitos Vinyasas. Esse pranayama age diretamente no sistema nervoso parassimpático e no sistema digestivo. Manter um sistema digestivo saudável.

Vinyasa: saudação ao sol – essa sequência bem completa e podemos aproveitá-la para diferentes objetivos. Na primavera ela é essencial pois faz o prana, a energia vital, circular por todo o corpo, trazendo muito mais vitalidade e energia.

  1. Asanas – postura psico-físicas

Asanas de agachamento para liberar espaço na parte mais densa do corpo: a pélvis e as pernas pois estão mais propensos a reter gordura e água. É preciso criar o calor, melhorar a mobilidade articular e digestão, eliminação e aumenta a circulação. Como Utkatasana (postura da cadeira), Malasana (postura da guirlanda ou do sapo), Simhasana (postura do leão) e Khanjanasana (postura da cauda sacudindo).

Depois de criar um bom espaço na parte inferior de seu corpo, você está pronto para aumentar espaço na metade superior.  O estômago, peito, garganta e cabeça são a sede energética de kapha, porque todas estas áreas de tendem a produzir e a acumular muco.

Asanas de torções ajudam a circular livremente o prana (energia vital) por comprimir o abdômen e expandir o peito, beneficiando os músculos abdominais e a coluna Mas os benefícios vão muito além pois massageiam os órgãos abdominais internos, auxiliando na remoção de toxinas, além de ajudarem a manter o foco mental que poderá acalmar a mente e eliminar o estresse. Você já deve imaginar o quanto o estresse está relacionado ao nosso sistema digestivo, pois quando estamos estressados é muito comum termos dores no estômago, a permanência em algumas posturas de torção podem ajudar a manter essa região do corpo saudável. Como Parivrtta Trikonasana (postura do triângulo invertido), Marichyasana (torção sentado).

Asanas para expansão toráxica abre o coração. É bem normal nos fecharmos mais no inverno por causa do clima frio e dos dias menos ensolarados, por isso, posturas que abrem o peito com flexões para trás são ótimas para desfazer essa sensação de instropecção e encolhimento e se abrir para nova estação que vem chegando. Para isso, aproveite as seguintes posturas: Ustrasana (postura do camelo), Urdhva Dhanurasana (postura da roda) e Dhanurasana (postura do arco)

Asanas de invertidas e de anti-flexao como Adho Svanasana (cachorro com fucinho para baixo) e Halasana (arado) fortalecer o diafragma e incentiva a excreção de excesso de muco.

 

Assim, na primavera, pode-se respirar melhor, remover energias estagnadas, se livrar de emoções de tristeza e recolhimento, enfim, deixar corpo e mente renascerem. Inspirada no Ayurveda iremos propiciar uma prática de Asanas, Pranayamas, Kriyas e Meditação nesta época tão florida!

 

Dicas para a nova estação:

Aqui vão algumas dicas para se preparar para essa nova estação deixando a energia fluir. A melhor abordagem é multidimensional:

  • Organizar a casa: limpar gavetas, armários, doar roupas e objetos que não usa mais.
  • Alimentação saudável: alimentos mais leves e desintoxicante, acrescentando algumas ervas em sua dieta, comer frutas e vegetais, beber muita água
  • Cuidados pessoais: fazer limpeza de pele, massagens esfoliantes, drenagem linfática.
  • Atividades físicas: praticar atividades que você goste regularmente vão lhe ajudar a limpar seu corpo, removendo toxinas e lhe dando uma ótima sensação de bem estar. O yoga é uma ótima opção!

 

 

Sobre a Instrutora:

Soraya Diniz Farah é Cientista Política e Terapeuta Ayurvédica, se dedicou desde de jovem ao Yoga e Meditação. Uma eterna “buscadora“, amante das Terapias Holísticas fez vários cursos. É praticante de yoga desde 2000, onde participou de Cursos, Workshops, Vivências em Buenos Aires, Barcelona, Copenhagen, Boston. Instrutora de Hatha Yoga Integrativo desde 2012. Formada pelo curso da Prof. Ceres Moura, reconhecido pela Aliança do Yoga. Pioneira no projeto de Yoga na Sociedade Vipassana de Meditação – SVM, desde de 2012. Foi instrutora no Shambala Yoga Suddha Dharma Mandalam e ministrou também na Confederação Nacional da Indústria – CNI. Atuou como voluntária na Sociedade Eunice Weaver de apoio aos Hanseníanos. Coordenou a implementação do Yoga no Dhanvantari Ayurveda e Yoga. Atualmente além dos serviços prestados pela Zen Mind Yoga, Meditation & Therapies, na qual oferece serviços relacionados aos temas e atendimentos de reiki, faz a divulgação e produção de Eventos Holísticos por meio da Eco Mind Events. Eventos estes que trabalham a Ecologia interna e externa como Consumo e Entretenimento consciente, Sustentabilidade, Ecoturismo, Alimentação natural, Yoga, Meditação, Auto-cura e Auto-conhecimento e Ação Social. Sua missão é abrir a consciência das pessoas para um forma de viver mais consciente e saudável.

 

Inscrições:

O pagamento pode ser via depósito bancário ou cartão, clique AQUI.

 

 

Compartilhar é um gesto de doação e amor! Se achou interessante, compartilhe. Isso pode beneficiar alguém!

  

Soraya Farah
Zen Mind Yoga Meditation & Therapies
Envie um WhatsApp: (61) 995174821 c/ nome completo e email.
Instagram: zenmind_ecomind
Facebook: Eco Mind Events
Blog: www.ecomind.center

 

Continue Reading

Curso de Dança Vital

 

 

Venha pulsar na dança da vida conosco!

Uma forma de trilhar o caminho do autoconhecimento através da dança, da arte, do canto, liberando tensões, gerando energia e alegria! Utilizamos Dançaterapia . Método Silvestre . Dança dos 4 Elementos e dos Orixás . 5 Ritmos . Ritmos Brasileiros . Danças de Gurdjieff . Danças Circulares . Yoga da Voz . Arteterapia . Meditações Ativas e Passivas.

 

Vivência Aberta: 7/03, Qua – 20h

Curso Regular: 14/03, todas Quartas, 20h – 22h

Duração:  Março a Junho de 2018

Local: SOMA cultura de saúde – 708/709 norte Bl.A, Ent.13 – 3o andar (ao lado do banco do itaú).

Valores:

À vista = R$ 830,00

2X = R$ 437,00

4X = R$ 230,00

 

Através da dança, trabalha-se o movimento para transformar a rigidez do corpo em elasticidade, um caminho que leva ao autoconhecimento, à meditação e ao relaxamento. Saindo do isolamento para aceitar as diferenças, resgatando a diversidade e a autenticidade, descobrindo seus próprios estilos, formas e gestos. Transformando a dança em exercício de humanização, espiritualidade e compreensão entre os indivíduos.

Dessa forma, a dança pode nos proporcionar um meio de mapear os movimentos da nossa psiquê, bem como de explorar os domínios dos aspectos masculino e feminino da nossa alma.

Aberto para homens e mulheres! Não é necessária nenhuma experiência prévia com dança ou meditação.

 

O que é a Dança Vital

A expressão “ficar de pé em suas próprias pernas” é um dos trabalhos mais profundos e intensos para nós seres humanos, pois exige tônus muscular, uma justa tensão e coluna ereta, além de lidarmos com a pressão da gravidade sobre nossas cabeças.

É necessário desenvolvermos nossa verticalidade, pés plantados no chão, o peito aberto e o topo da cabeça em contato com o céu, presença, conexão, inspiração e expiração, pulsação, meditação. O diálogo entre sentimentos, emoções, sensações corporais e a intenção da ação, nos possibilita criarmos grounding, aterramento, para que depois possamos fluir no espaço, com consciência, inteireza e entrega conectiva.

 

Dança Vital é um convite para ativar a plenitude do self, através de diálogos e conversas com o corpo, com a essência, pois não se trata de um simples exercício físico.

Ativar as mensagens ancestrais, a sabedoria para além da informação, para nos permitir dizer; isto sou eu!

É preciso se abrir para uma conversa com nossas memórias ancestrais, desbloqueando as couraças musculares e os chakras, para podermos voar alto com os pés plantados no chão. Estamos encarnados na terra e flutuamos no universo, precisamos portando desenvolver nossa atenção e presença visando a fortalecer a plenitude do ser, sentindo e percebendo através do espelho interno.

A integração de vários ritmos e técnicas nos possibilita ter um dialogo com nosso corpo universal, com toda sua simbologia, assim, conectados com a essência, poderemos integrar informação com  sabedoria e também com nosso guia interior. O alinhamento corporal deve ter por base o equilíbrio, a expressão e a intuição/intenção.

Verticalidade com tranquilidade é meu foco, exercício de presença espiritualizada, a busca pela coerência do pensar, sentir e agir. Espiritualidade está no corpo, ou você ainda acredita que esta fora de você, em um lugar muito, muito distante?

 

Por que dançar?

Nascemos com a possibilidade de nos expressarmos naturalmente, porém o corpo do homem foi contido em seus desejos e manifestações. A repressão social, religiosa, cultural, moral e sexual gerou as doenças psicossomáticas e também a depressão e a ansiedade. A desconexão profunda com as emoções e os pensamentos se apresentam no corpo em forma de couraças musculares, segundo Reich, gerando uma respiração curta e desernergizada e provocando doenças.

Através da dança, trabalhamos o movimento para transformar a rigidez do corpo em elasticidade, um caminho que leva ao autoconhecimento, à meditação e ao relaxamento. Saindo do isolamento para aceitar as diferenças, resgatando a diversidade e a autenticidade, descobrimos estilos próprios, formas e gestos. Transformando a dança em exercício de humanização, espiritualidade e compreensão entre os indivíduos.

 

O movimento e a dança sempre representou um meio das pessoas aprenderem a se comunicar consigo e com o mundo. O corpo se transforma num poderoso veículo de comunicação tão ou mais forte que sons ou palavras.

Dançando, nós preservamos a energia e o equilíbrio do ritmo interno do corpo, desenvolvemos e apropriamos da nossa consciência do corpo, habilidades e talentos, além de reconhecermos nosso limites.

 

A dança chamada amor

“A dança precisa ser aprendida – a graça dela, seus movimentos. Você precisa treinar o corpo para isso. Você nasce somente com a capacidade. É claro, você nasce com um corpo; você pode ser um dançarino porque você tem um corpo. Você pode movimentá-lo e pode ser um dançarino, mas dançar precisa ser aprendido. E dançar não é tão difícil porque só depende de você.” Osho

 

O uso terapêutico da dança e do movimento é um instrumento simples e poderoso que permite, através de um gesto, melhorar o próprio modo de ser e estar, física e mentalmente, no mundo. Dessa forma, a dança pode nos proporcionar um meio de mapear os movimentos da nossa psiquê, bem como explorar os domínios dos aspectos masculino e feminino da nossa alma.

 

Sobre a Terapeuta:

Nartan Lemos é psicóloga, dançarina e terapeuta corporal. Desenvolveu seu próprio método que une várias técnicas de dança e meditação. É membro do Conselho Internacional de Dança/UNESCO. Participação: Arteterapeuta – Renata Valls e Prof. Yoga da Voz – Ana Borges.

 

Compartilhar é um gesto de doação e amor! Se achou interessante, compartilhe. Isso pode beneficiar alguém!

 

 

Inscrições:

Envie um WhatsApp – (61) 995174821 c/ nome completo e email.

 

Soraya Farah

Eco Mind Events

Envie um WhatsApp – (61) 995174821 c/ nome completo e email.

Instagram: zenmind_ecomind

Facebook: Eco Mind Events

Blog: www.ecomind.center

Continue Reading