Categoria: Índia

Satsang com Aron

Nada há para ser conquistado, apenas ignorância por ser removida. Ramana Maharshi

 

Você só será realmente feliz quando se lembrar quem realmente É. Venha mergulhar no profundo oceano interior e realizar o EU real.

 

Datas:

06 a 08/10

24 a 26/11

 

Horários e Locais:

Às sextas de 19:30 às 21:30 no espaço Rosa Cruz – 607 Norte.

Aos Sábados de 9:00 às 17:00 na Terra Dourada / Lago Oeste

Aos Domingos de 8:30 às 15:00 – Terra Dourada / Lago Oeste

 

Endereço: da Terra Dourada (Arunachala Ashram) – Rua 13, Travessa 5, entrada 1, chácara 02 e 04 do Lago Oeste

 

Valor: doação consciente.

Opcional: almoço vegetariano opcional por R$35,00 por dia.

 

O que é?

Uma jornada de autoconhecimento que te leva à investigação interior rumo à realização de quem você é, por trás de todas as crenças, dogmas, e conceitos emprestados que você recebeu externamente ao longo da vida. A verdade está dentro e pode ser revelada.

 

Como funciona?

Cada Satsang é diferente do outro. Em alguns o mestre utiliza muito o silêncio e em outros fala a maior parte do tempo. Isso é sempre imprevisível e depende de uma série de fatores relacionados principalmente com os buscadores presentes.

 

Benefícios:

São relativos porque varia de pessoa pra pessoa, as reações são muito diversas mas em geral as pessoas relatam leveza, clareza, facilidade de lidar com questões antes complicadas, silêncio interior, paz mental, tranquilidade, calma.

 

Quem é Ramana Maharshi?

Bhagavan Sri Ramana Maharshi (30 de dezembro de 1879 — 14 de abril de 1950), mestre de Advaita Vedanta e homem santo do sul da Índia. Considerado um dos maiores sábios de todos os tempos, tornou-se conhecido no Ocidente especialmente através do livro “A Índia Secreta”, do jornalista e escritor inglês Paul Brunton, que retratou os ensinamentos de Ramana, transmitidos, na maioria das vezes, em silêncio absoluto aos seus discípulos. Sri Ramana Maharshi  foi um contemplativo nato e um gnóstico nato, o mais extraordinário fenômeno espiritual dos muitos que a Índia eterna produziu no século XX.

Outro autor que deu destaque à Ramana Maharshi foi Paramahansa Yogananda, na Autobiografia de um Iogue, ao visitá-lo durante seu regresso à India em 1935. Outro famoso espiritualista que foi ao ashrama receber o darshan de Ramana foi Mahatma Ghandi, em busca de apoio para seu movimento de libertação da Índia.

Shri Ramana Maharshi foi o grande representante da sabedoria milenar da Índia no século XX. Isso não significa que ele foi um acadêmico que sabia de cor e salteado os textos sagrados da religião, mas sim que viveu e mesmo personificou à perfeição tal sabedoria. Na verdade, ele não escreveu nenhum livro. Ensinava o jnana, ‘via do conhecimento espiritual’ mais puro. Ao mesmo tempo, ressaltava que as outras duas outras grandes vias espirituais, a do karma (das ações) e da bhakti (devoção) estavam contidas no jnana.

 

O que é Satsang?

Na Índia, buscar a companhia de sábios e santos é algo muito importante, para aprender com os preceitos e exemplos concretos, e para obter suas bênçãos. Tal atividade se chama satsanga (literalmente, ‘associação com a verdade’). Outro conceito importante é o de darshan, que é a bênção conferida pela mera visão de um santo, como explica William Stoddart na sua excelente introdução ao tema, “O Hinduísmo” (Ibrasa, 2005), o melhor livro sobre o assunto publicado em português até o momento.

 

Público alvo: público em geral.

 

Terapeuta:

Aron é um mestre realizado, discípulo de Ramana Maharshi. Por muitos anos, em sua busca pelo autoconhecimento, seguiu os ensinamentos de Yogananda, da self-realization e da Kriya Yoga. Isso se desenrolou por anos até que em uma meditação Yogananda apareceu e trouxe junto Ramana Maharshi. Nessa ocasião Ramana foi apresentado como seu Mestre direto e que continuaria seu trabalho. Desde então Aron se tornou discípulo e seguiu os ensinamentos passados pelo mestre.

Seu trabalho é guiar os buscadores rumo à realização da sua real natureza, do verdadeiro Eu, do SELF. O Guru real está sempre no interior, o Guru externo tem o papel de acordar o interno.

 

 

 

Inscrições:

Envie um WhatsApp – (61) 995174821 c/ nome completo e email.

 

Compartilhar é um gesto de doação e amor! Se achou interessante, compartilhe. Isso pode beneficiar alguém! Além disso, você pode receber por isso. Clique AQUI para ser Afiliado da Eco Mind Events para este evento.

 

 

Soraya Farah

Eco Mind Events

Envie um WhatsApp – (61) 995174821 c/ nome completo e email.

Instagram: zenmind_ecomind

Facebook: Eco Mind Events

Blog: www.ecomind.center

 

 

Continue Reading

Artigo – Por que viajar para a Índia?

Terras sagradas onde Krishna, Buda e inúmeros yogues caminharam e pregaram.

Quando escolhemos viajar para a Índia, certamente temos uma motivação que vai além do simples desejo de fazer turismo. Uma viagem para a Índia nos leva ao encontro de um território sagrado, onde as lendas e os mitos do passado estão vivos e acontecendo ao nosso redor. A Índia parece, em certo sentido, um lugar em que o tempo caminha numa marcha diferente. Quando chegamos à Índia somos inundados por imagens, odores, sons e sentimentos que caberiam perfeitamente bem há dois ou três mil anos. É como se caminhássemos por entre as páginas de um gigantesco livro de História.

Descobrimos que é impossível estar na Índia e não perceber a profunda espiritualidade que paira na atmosfera, como um perfume delicado que se sente sem saber de onde está vindo. Essa espiritualidade é o fio com o qual foi tecida a cultura e o temperamento de seu povo. A Índia promove o nosso encontro com o divino e o espiritual. Esse encontro com nossa própria essência é o grande prêmio que motiva grande parte dos viajantes que escolhem aquele país como destino.

Quando estamos na Índia frequentemente sentimos a presença do transcendente. Nas cidades sagradas como Rishikesh e Haridwar, cruzamos a todo tempo com swamis, babas e sadhus com suas vestes coloridas e austeras. São seres que renunciaram à vida mundana para de dedicar integralmente à busca espiritual e ao serviço à humanidade. Mesmo os templos mais simples e despojados de qualquer luxo guardam uma atmosfera de mistério e profundidade. No nascer e no pôr-do-sol é comum ouvirmos o cântico de mantras que embevecem a alma e nos conduzem a outras dimensões.

Alguns escritores já comentaram que viajar para a Índia é viajar para dentro de si mesmo. A riqueza das expressões culturais tem o efeito de despertar a riqueza que está oculta dentro de cada um de nós. Romancistas como Hermann Hesse, encontraram essa trilha e fizeram dela uma inspiração para suas obras.

Viajar pela Índia é uma experiência transformadora. Quando estamos diante do magnífico Taj Mahal em Agra, é impossível não ficar embevecido com a beleza das formas dessa obra prima da arquitetura Mogul. Um dos locais mais fascinantes do território indiano é Rishikesh, a capital do Yoga, que fica na beira do Rio Ganges. Ficar hospedado num ashram como, por exemplo, o do Swami Rama Sadhak Grama Ashram e participar de seus rituais é algo inesquecível. As práticas começam às 5 horas da manhã e incluem a recitação de mantras, meditação, aulas de yoga (asanas e exercícios respiratórios) e palestras sobre cultura védica e a tradição do yoga dos himalaias. A estadia é um convite para uma verdadeira viagem interior.

O sul do país é uma região de poetas inspirados, onde a tradição da arte com as palavras remonta há mais de dez mil anos. Ali viveram Sri Aurobindo, Ramana Maharshi e outros tantos santos que a Índia produziu no passado. Um local muito especial é a ecovila Auroville, que fica a poucos quilômetros de Pondicherry, criada nos anos 60 inspirada nos ensinamentos de Sri Aurobindo. Pessoas de muitas nacionalidades buscam viver uma vida plena com base na solidariedade e na sustentabilidade. Não há, por exemplo, circulação de dinheiro, havendo um sistema de troca de serviços e de bens. Existe inclusive uma loja onde as pessoas deixam os objetos que não mais precisam para que outros possam utilizá-los, sem custo. Um outro destaque do Sul encontra-se em Chennai. É a inspiradora sede da Sociedade Teosófica que fica no bairro de Adyar em meio a um magnífico parque. Lá existem lindos jardins e pequenos templos dedicados às grandes religiões da humanidade.

 

Eduardo Weaver

 

Apoio:

Soraya Farah

Eco Mind Events

Instagram: zenmind_ecomind

Facebook: Eco Mind Events

Blog: www.ecomind.center

Continue Reading